Dez coisas que você nunca deve dizer ao seu parceiro (mesmo que sejam verdade)

September 9, 2017

 

Quando você é casado ou está em um relacionamento de longo prazo, há certas coisas que ficam mais bem guardadas no silêncio. Com isso em mente, listo abaixo dez frases e declarações que você deve eliminar do seu vocabulário já e agora se quer manter laços fortes e duradouros com sua cara-metade. Aliás, uma boa dose de bom senso é sempre muito mais importante do que querer se impor, mesmo que você esteja certo. Como diz uma amiga, “prefiro ser feliz do que ter razão”.
 
1. "Você nunca lava a louça. Elas ficam sempre jogadas ali."
 
Essa mesma frase, do "você nunca" pode ser relativa a praticamente qualquer coisa. Seja qual for o assunto, utilizar termos guarda-chuva de acusação como "nunca" e "sempre" tende a terminar da mesma maneira todas as vezes: você e suas vaias envolvidos em uma discussão exagerada. Além disso, é bem possível que sua generalização esteja errada.
 
Nada é preto e branco, então dizer a um parceiro(a) que ele ou ela sempre atrasa ou é sempre egoísta pode não ser verdade. Esses tipos de declarações só levam a uma dinâmica de acusador/réu, algo que você não quer em seu casamento".
 
2. "Você é igualzinho(a) sua mãe."
 
Ao argumentar, não mude o assunto em questão e mantenha o foco em vocês dois. Fazer comparações desagradáveis ​​com seus sogros é injusto e, em última instância, um desvio de seus problemas.
Mencionar os pais pode facilmente se transformar em ataques mesquinhos que interferem com a capacidade do casal de resolver problemas subjacentes.
 
3. "Você se acha melhor do que todos os outros!"
 
Nunca coloque palavras na boca de seu parceiro(a) ou, como nesse caso, pensamentos em sua cabeça. Não há como saber o que alguém está sentindo ou pensando, assim mantenha pressupostos para si mesmo.
Estas declarações irritam porque a pessoa sabe que suas acusações são falsas. O que você está dizendo sugere que sua opinião sobre seu parceiro(a) não é muito boa. É uma dose dupla de dor em uma só frase.
 
4. "Parece que engordei?"
 
Perguntas sobre peso ou mudanças de aparência são as bombas mais antigas do roteiro dos relacionamentos.
Nessa hora, o que você está dizendo é "sei que engordei. Estou infeliz com minha aparência e preciso que você diga que não está incomodado(a) com o meu estado atual." Na verdade, esses tipos de pergunta têm a ver com se eximir de responsabilidade pessoal e forçam seu parceiro(a) a assumir um papel de facilitador.
 
5. "Você engordou?"
 
Observações negativas diretas a respeito de seu parceiro(a) a respeito de sua aparência também ruins.
Críticas destrutivas a respeito da aparência física são as piores que existem. Machucam porque você está sugerindo que o seu (sua) parceiro(a) não é bom (boa) o suficiente, que é inferior, defeituoso(a).
 
6. "Você é um pai (mãe), chefe de família, amante horrível..."
 
Desvalorizações focadas em papéis familiares ou ocupações de seu (sua) parceiro(a) são especialmente cruéis.
Declarações negativas sobre nossas autoidentidades são devastadoras. Esses papéis são muito importantes e sensíveis. Quando questionados, nos sentimos demolidos. É difícil esquecer declarações como essas.


7. "Credo, odeio quando você faz isso." (Principalmente quando dito na frente de amigos ou familiares.)
 
Diminuir seu (sua) parceiro(a) na frente dos outros é algo rigorosamente proibido em um relacionamento que você quer que dure. Você vira as pessoas contra seu (sua) parceiro(a), e o que poderia ser pior que isso? É difícil se recuperar de uma violação de limite dessa dimensão, pois provoca ressentimento e falta de confiança.
 
8. "Mal o conheço – ele (ela) é apenas alguém com quem trabalho."
 
É quase inevitável que você ou seu (sua) parceiro(a) desenvolverá uma pequena (mesmo que inocente) atração por alguém em algum momento durante seu casamento ou relacionamento. Se isso acontecer, seja aberto a respeito. Não tente varrer para debaixo do tapete com uma declaração que minimiza seus sentimentos e, de fato, ofende a inteligência da sua cara-metade.
 
A melhor maneira de neutralizar a destrutividade potencial da sua pequena paixão é simplesmente reconhecê-la para seu parceiro(a). Tente dizer ao seu marido (mulher) algo como "sei que soa ridículo, mas tenho uma pequena queda por aquele(a) novo(a) consultor(a). Ele(a) é tão engraçado(a), e o senso de humor dele(a) me lembra do seu.
 
Embora esse possa ser um assunto desconfortável de abordar, em última análise, ser transparente sobre seus sentimentos criará abertura maior com o seu (sua) parceiro(a). Você ficará mais à vontade ao discutir outros assuntos tabu de um jeito gentil e respeitoso.
 
9. "Você não deveria sentir-se assim.'
 
Nada poderia ser mais depreciativo ou condescendente do que dizer ao (à) seu (sua) parceiro(a) o que ele ou ela deve sentir em uma dada situação.
 
Nunca há jeito certo ou errado de se sentir. Sentimentos são o que são. Tente entender seu (sua) parceiro(a) e tenha curiosidade sobre sua experiência em vez de fazer pouco e diminuir aquilo que você não entende ou prefere não sentir.
 
10. "Não espere acordado(a) por mim."
 
Esta observação aparentemente inocente sugere que você não está indo dormir ao mesmo tempo, um hábito que pode ser prejudicial para seu relacionamento.
 
Você deve considerar ir dormir juntos como forma de fortalecer sua conexão com seu (sua) parceiro(a). Essa é uma forma poderosa de intimidade física, com ou sem sexo. Achar que ir dormir em horários diferente permite comportamentos que destroem a intimidade, como ficar assistindo a filmes pornô sozinho e paqueras com amigos ou colegas de trabalho em bate-papos.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts em destaque

Conheça a Técnica de Liberdade Emocional (EFT)

August 29, 2018

1/10
Please reload

Posts recentes
Please reload

Arquivo