Seis mitos sobre o sono que podem prejudicar sua saúde física e emocional

April 22, 2019

Desde que me formei na universidade, o conhecimento sobre o sono avançou muitíssimo. À época, pouco se sabia de fato sobre como o sono funciona e para que ele serve de fato.

 

Hoje, sabemos que muitas das coisas que acreditávamos no passado não passam de mitos infundados, e mitos de fato podem prejudicar em vez de melhorar nossa saúde. Na verdade, afetam tudo, de nosso humor à nossa longevidade.


Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Nova York vasculhou a internet para encontrar as recomendações mais comuns para uma boa noite de sono e, em um estudo publicado na revista Sleep Health, os estudiosos combinaram as recomendações com as melhores evidências científicas.

 

Combater os mitos do sono pode melhorar a saúde e o bem-estar físico e mental das pessoas.

 

Mito 1 – Você pode conviver com menos de cinco horas de sono por dia

 

Este é um mito que simplesmente não desaparece.

 

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que pode sobreviver durante a semana com apenas quatro horas de sono por noite.

 

Trocar horas na cama por um tempo extra no escritório não é incomum em histórias de negócios ou sucesso empresarial.

 

No entanto, os pesquisadores afirmam que a crença de que menos de cinco horas de olhos fechados era saudável é um dos mitos mais prejudiciais à saúde.

 

"Nós temos evidências extensas para mostrar que dormir cinco horas ou menos de forma constante aumenta muito o risco de graves consequências à saúde", diz a pesquisadora Rebecca Robbins.

Isso inclui doenças cardiovasculares, como ataques cardíacos e derrames, além de uma menor expectativa de vida.

 

Em vez disso, ela recomenda que todos devem focar na duração de um sono consistente de sete a oito horas por noite.

 

Mito 2 – Álcool antes de dormir melhora o sono

 

A história da bebida relaxante é um mito, afirma a equipe, mesmo que seja um copo de vinho, um gole de uísque ou uma garrafa de cerveja.

 

"Isso pode ajudá-lo a dormir, mas reduz drasticamente a qualidade do seu descanso naquela noite", garante Robbins.

 

Isso perturba especialmente o estágio de sono REM (movimento rápido dos olhos, na sigla em inglês), que é importante para a memória e o aprendizado.

 

Então, sim, você pode até ter dormido com mais facilidade, mas alguns dos benefícios do sono se perderam.


O álcool também é um diurético, então você pode ter que lidar com uma bexiga cheia no meio da noite também.

 

Mito 3 – Assistir à TV na cama ajuda você a relaxar

 

Você já pensou "eu preciso relaxar antes de dormir, então vou assistir a um pouco de TV"? Bem, essa ideia pode ser bem ruim para o seu sono.


Robbins argumenta: "Geralmente, quando estamos assistindo à televisão, ao noticiário noturno, isso é algo que vai causar insônia ou estresse antes de dormir, quando estamos tentando desligar e relaxar."
Outro problema da TV – junto com smartphones e tablets – é que eles produzem luz azul, o que pode atrasar a produção do hormônio do sono, a melatonina.

 

Mito 4 – Se você está lutando para dormir, fique na cama

 

Você passou tanto tempo balançando a cabeça tentando contar todas as ovelhas da Nova Zelândia – são cerca de 28 milhões – tentando dormir. Não deu certo. Então, o que você deve fazer depois?

A resposta não é continuar tentando.

 

Quando a insônia chega, o ideal é tentar fazer uma outra atividade até que o sono chegue
"Começamos a associar nossa cama à insônia", disse Robbins.

 

"Uma pessoa com o sono saudável leva cerca de 15 minutos para adormecer, mas não muito mais do que isso... Certifique-se de sair da cama, mudar o ambiente e fazer algo que seja irracional."

Dica: vá dobrar algumas meias.

 

Mito 5 – Apertar o botão soneca

 

Quem nunca apertou o botão "soneca" no celular, pensando que minutos extras na cama fariam toda a diferença?

 

Mas a equipe de pesquisa diz que, quando o alarme dispara, devemos nos levantar. Ao invés de colocar o celular no modo soneca, o ideal é abrir as cortinas e se expor à luz. Robbins explica: "Perceba que você estará um pouco grogue – todos nós estaremos – mas resista à tentação de soneca." "Seu corpo vai voltar a dormir, mas será um sono muito leve e de baixa qualidade."

 

Em vez disso, o conselho é abrir as cortinas e se expor à luz mais brilhante possível.

 

Mito 6 – O ronco é sempre inofensivo

 

O ronco pode ser inofensivo mas também pode ser um sinal da apneia do sono.

 

Isso faz com que as paredes da garganta relaxem e se estreitem durante o sono, e pode parar por instantes a respiração das pessoas.

 

As pessoas com essa condição têm maior probabilidade de desenvolver pressão alta, batimentos cardíacos irregulares e sofrer um ataque cardíaco ou um derrame.

Um dos sinais de aviso é ronco alto.

 

Ao contrário do que se pensou por muitos anos, dormir, e dormir bem, é uma das coisas mais importantes que podemos fazer para manter a saúde, o humor e o bem-estar em harmonia e para ampliar a longevidade.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts em destaque

Conheça a Técnica de Liberdade Emocional (EFT)

August 29, 2018

1/10
Please reload

Posts recentes
Please reload

Arquivo